Dossiê das bancas: Instituto Acess

Olá, concurseiros! Hoje começamos uma série de postagens que vão servir para orientar os estudos de vocês. Vamos fazer um dossiê das bancas organizadoras de concursos públicos para que você tenha noção da ênfase dada a cada disciplina.

Você deve estar se perguntando do porquê de fazermos isso. Temos razões bem fortes. A primeira delas é que há poucas provas anteriores disponíveis para consulta. A segunda é que esta banca se lançou no mercado de concursos recentemente. Tudo nos leva a crer, pela sua organização e pela complexidade de suas provas, que esta crescerá e organizará muitos processos seletivos. Portanto, fique de olho nela!

O Instituto Acess realizou o concurso da Câmara Municipal de Mangaratiba-RJ no dia 08/11/2020. Foram oferecidos diversos cargos, entre eles o de Consultor Legislativo, o qual é um cargo privativo de bacharel em Direito, sendo exigida a inscrição de advogado na Ordem dos Advogados do Brasil. Apesar da nomenclatura diferente, o cargo bastante se assemelha ao de Procurador Legislativo. É sobre a prova deste cargo que teceremos maiores considerações.

Qual o perfil da banca?

Primeiramente, como dissemos, é uma banca bastante organizada, pois adotou as medidas distanciamento entre os candidatos. Foram colocados poucos alunos por sala. Além disso, a temperatura dos candidatos foi medida na entrada do local de prova. A respeito da alimentação e da ingestão de água, os candidatos só puderam fazê-los no corredor e, assim mesmo, levando seu próprio recipiente. Não foi permitido o uso dos bebedouros, a fim de evitar o contágio pelo COVID-19.

No que toca ao estilo da prova, o Instituto Acess parece ser o "primo carioca" do Cebraspe na modalidade "ABCDE". Quem apenas memorizou o texto legal sentiu dificuldades para realizar a prova. Era preciso investir mais tempo, além da leitura do texto legal, na doutrina ou nas anotações de aula do Master Juris

A prova de português veio com questões de gramática e interpretação, passando por tipologia textual. Desta forma, cobraram os clássicos das provas de concursos.

A prova de Informática veio bastante complexa, tendo sido cobradas, até mesmo, teclas de atalho do pacote de software livre LibreOffice. Portanto, se você nunca estudou sobre o Writer, editor de texto deste pacote, sugerimos que comece a estudá-lo desde já. Cuida-se de um grande diferencial.

A prova do cargo de Consultor Legislativo inovou em seu edital, pois não cobrou Legislação Municipal, ao contrário do que manda a tradição. Apesar disso, esta foi cobrada em outros cargos.

No que toca à peça, esta também nos surpreendeu bastante. Todos esperávamos por um parecer que abordasse sobre licitações, informações em Mandado de Segurança ou em Ação Direta de Constitucionalidade, mas veio uma questão para oferecer defesa sobre uma Ação Judicial Anulatória de Ato Administrativo. 

Resumo da Ópera

É necessário ir além da letra de lei, interpretá-la e conhecer um pouco de teoria para se sair bem na prova do Instituto Acess. Se desejar ter acesso a esta prova, acesse o site.

Gostou do conteúdo?

Assim, continue acompanhando os artigos do Blog do Master Juris, pois toda semana tem conteúdo novo sobre o mundo dos concursos públicos para aumentar seus conhecimentos.

Deixem seus feedbacks! Bons estudos! Por fim, se você quiser conversar comigo sobre essas e outras questões, siga-me no Instagram @concurseiro.solitario. Será um prazer!

Artigos Mais Lidos:

Artigos Relacionados

Respostas

Master Black Prorrogada!!!

Pós-graduação

+ 1 ano de acesso ao Master Juris

Combo Pós + Master: mais de 10 cursos para você escolher a sua especialização!

Dia
Hs
Min
Seg

Master Black

Dia
Hs
Min
Seg

-50%

12 x R$29,90
plano anual