Voltar ao Curso

Medicina Legal

0% Finalizado
0/0 Passos
  1. Peritos: definição
    14 Tópicos
  2. Assistente técnico
    2 Tópicos
  3. Antropologia forense
    8 Tópicos
  4. Introdução à traumatologia forense
    21 Tópicos
  5. Lesões e Mortes Provocadas por Arma de Fogo
    16 Tópicos
  6. Imputabilidade penal
    4 Tópicos
  7. Tanatologia forense
    14 Tópicos
Aula 3, Tópico 6
Em andamento

Nomenclatura dos Pontos Característicos e Especificações da Planilha Papiloscópica

Aula - Progresso
0% Finalizado

Nomenclatura dos Pontos Característicos e Especificações da Planilha Papiloscópica

É preciso saber os nomes de alguns pontos característicos:

Ilhota;

Arpão/Haste;

Tridente;

Forquilha;

Anzol;

Ponto;

Cortada;

Bifurcação;

Ponte;

Lago/Encerro etc.

Observando doze pontos característicos, no mínimo, nas mesmas posições, será identificada efetivamente a pessoa que se busca.

Imagine uma planilha papiloscópica. Um sujeito tem o dedo mínimo com um “A” (arco), conterá um “A”. Mas se tiver um “X”, significa que não foi possível identificar a impressão digital, ás vezes porque ele trabalhava com substâncias que gerou desgaste.

Pode ser que em vez do “X” tenha um “0” (zero), que significa que o sujeito não tem dedo.

Exemplo: a planilha do ex-presidente Lula, na planilha, o espaço correspondente ao dedo mínimo da mão esquerda conterá um “0”, ou seja, o último quadrado da parte de baixo do retângulo.

Existem outros métodos de realizar a identificação de uma pessoa, mas a dactiloscopia é o melhor para encontrar a identidade de uma pessoa, por ser simples, seguro e preciso. Pela córnea, por exemplo, é caro.

Razões pelas quais a dactiloscopia é o melhor método de identificação:

  • Imutabilidade/Perenidade (é formada a partir do sexto mês de vida intrauterina e vai até o desaparecimento da epiderme, ou seja, mesmo o cadáver em putrefação ainda será possível a coleta do desenho digital, será possível a identificação). Em coliquação, tira-se a epiderme, como se fosse uma luva, calça e colhe o material (é a técnica de desluvamento). Se um perito pega esta luva e leva consigo para a prática de um crime, vai ficar claro que um dos peritos é suspeito.

Questões de Concurso:

Questão 1

Ano: 2014 Banca: Aroeira Órgão: PC-TO Prova: Aroeira - 2014 - PC-TO - Papiloscopista

A identificação entre duas impressões digitais faz-se por meio da verificação dos pontos característicos de cada uma das impressões encontradas no local do crime e a fornecida pelo suspeito. No Brasil, aceita-se afirmar que duas impressões são iguais, portanto, foram produzidas pelo mesmo dedo, quando houver um mínimo de pontos característicos coincidentes entre a impressão padrão e a de um indivíduo suspeito. Assim, que quantidade de pontos característicos coincidentes é aceita?

Alternativas

A Vinte e um pontos.

B Quinze pontos.

C Doze pontos.

D Nove pontos.

Gabarito:  C)

Respostas