account_circle Login | Registro

Tempo, tempo, tempo mano velho

A música do Pato Fu, na suave voz de Fernanda Takai, nos traz muitas reflexões sobre a vida de concurseiro (a). Trataremos de algumas delas sem pretensão de esgotá-las.

Se você é mulher, muito frequentemente é cobrada pela sociedade por casamento e filhos. E te dizem: "cuidado pra não demorar a passar nos concursos e não conseguir ser mãe"! Afinal, muitas pessoas adiam o projeto de formação de uma família para depois da posse. E dizem que o tempo não perdoa. Como se você não estivesse dando o seu melhor para ser aprovada nos concursos.

Se você é homem, é cobrado porque "continua vivendo essa vidinha de adolescente" quando, na verdade, só quer se estabelecer e ter uma vida segura e estável financeiramente. E para conseguir tudo isso, está estudando, pois sonha grandiosamente. Afinal, com uma vida bem estruturada, todos os projetos pessoais fluem melhor.

Se você está desempregado (a), vivendo das suas economias, também é muito normal a cobrança por resultados e o receio de o dinheiro acabar antes de passar nos concursos. O transcorrer do tempo produz muito receio em pessoas que estão neste tipo de situação. O sentimento de pressão é enorme!

Felizmente, ultimamente, tenho recebido textos que são publicados nas redes sociais e que caminham na contramão dessa cobrança, trazendo alento. A ideia é mais ou menos assim: cada um tem o seu tempo para construir e realizar projetos. Não devemos nos comparar com o tempo das outras pessoas. Isso só nos traz angústia e infelicidade. Cada um conta com uma história de vida recheada de características próprias. Cada um possui mais ou menos dinheiro para investir em sua preparação.

Se você deseja com todas as forças realizar um sem número de sonhos e, para fazê-los acontecer, precisa de um emprego ou de um salário maior ou de estabilidade, não se atormente por causa disso. Tenha a tranquilidade na mente de estar fazendo o seu melhor por si. E deixe com que os resultados surjam quando tiverem de ocorrer. O tempo se encarrega de ajeitar tudo.

Em relação à questão financeira, busque fazer um planejamento para poder estudar ou tente trabalhar, ainda que fora da sua área de formação ou de um emprego formal. Isso vai te ajudar a se manter e vai te trazer um pouco de paz enquanto a posse no cargo público não vem. O importante é fazer os estudos serem sustentáveis durante a preparação. Afinal, não temos como precisar ou controlar quando chegará o momento do sucesso.

O tempo não é algoz a todo momento. Ele também é um grande "mano velho" para quem se prepara para processos seletivos públicos. É um grande aliado, pois ele é que mostra verdadeiramente quem tem compromisso, resiliência com um objetivo.

 Além disso, a preparação para concursos é, realmente, como uma corrida de uma maratona, não sendo possível estar preparado (a) da noite para o dia. Isso pode levar meses ou anos, a depender das suas características individuais.

Resumo da Ópera: por isso, caro(a) leitor(a), não comparece o seu tempo com o de outra pessoa. É uma tremenda deslealdade com você mesmo (a). Não temos controle sobre o tempo. Parece que ele tem vida própria! Já que é assim, que façamos o nosso melhor com as condições de que dispomos. Que ele seja sempre nosso “mano velho”!

Sobre Raquel Monteiro

Raquel Monteiro, é advogada pós-graduada em Direito Público pela Universidade Gama Filho, blogueira do Concurseiro Solitário. Já foi oficial da Marinha do Brasil e agora, todas as quintas, posta aqui no Master as vicissitudes da vida de uma legítima concurseira carioca.

Ver Todos os Posts

, ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Master Juris - Marca
 
 

MASTER JURIS - 2020. Todos os direitos reservados.