Aproveite as últimas horas da promoção.

86% de desconto no plano Anual.

  • 00 hrs
  • 00 min
  • 00 seg
Vendas: 0800 056 2480
account_circle Login | Registro

Como montar um plano de estudos para qualquer concurso?

Um bom plano de estudos é uma excelente ferramenta para organizar a sua preparação para qualquer concurso público. Contudo, uma grande dúvida que circunda a cabeça de qualquer concurseiro(a) é justamente saber qual a melhor forma de montar um plano de estudos para qualquer concurso público.

Por esse motivo, selecionamos algumas dicas objetivas para lhe ajudar a montar um bom plano de estudos para o concurso público para a carreira que você almeja.

Tome ciência da sua rotina

O primeiro passo para elaborar um plano de estudos eficaz é conhecer a sua rotina, de forma que você possa estar ciente da sua disponibilidade de tempo para estudar.

Para isso, procure colocar no papel todas as atividades que você desempenha diariamente e busque calcular quanto tempo você leva em cada tarefa. É importante a sinceridade nesse cálculo de tempo empregado nas atividades, para que você saiba, verdadeiramente, quantas horas você fica no transporte público e quanto tempo você gasta assistindo televisão, por exemplo.

Esse simples exercício é essencial para que você possa categorizar essas atividades de acordo com uma ordem de relevância, listando quais atividades são indispensáveis e quais não são tão essenciais. Feito isso, você terá maiores subsídios para verificar quais horários livres você possui e quais tarefas você pode ou não deixar de fazer em prol do seu estudo.

Defina um horário de estudo

Uma vez que você tomou ciência de como funciona sua rotina e já sabe os horários livres que você tem disponíveis, é hora de definir um horário de estudo. É importante definir esses horários, mas também buscar prever eventuais necessidades de flexibilização, diante de imprevistos.

De todo modo, o essencial elaborar um calendário ou quadro com os horários pré-definidos para as atividades do seu dia, incluindo o tempo de estudos. Lembre-se de também computar períodos de intervalo no estudo (para beber água, se alimentar, ir ao banheiro, etc.), para que seu quadro de horários retrate da melhor forma possível a realidade da sua rotina de estudos.

Aliás, para boas dicas sobre rotina de estudos, fica a recomendação da aula do professor Mauro Lopes no curso Manual da Aprovação.

Inclua revisão e exercícios em seu plano de estudos

Para além do tempo que você usará para assistir aulas e para estudo da doutrina, é importante que seu plano de estudos leve em consideração a necessidade de revisar os conteúdos estudados.

Revisar é, sem dúvida alguma, uma das melhores técnicas de fixação de conteúdo estudado e, aliada à resolução de questões de provas anteriores, se mostra muito eficaz na preparação para concursos públicos.

Por isso, você deve incluir no seu cronograma de estudos uma periodicidade de revisões (de suas anotações e resumos, por exemplo) e de exercícios (resolver questões).

Separe tempo para leitura da lei e estudo da jurisprudência

Sabidamente, em especial nas provas objetivas, o conhecimento da "letra da lei" é um diferencial que permite um bom desempenho em concursos públicos. Por esse motivo, é necessário criar o hábito de leitura dos dispositivos legais, para que você esteja familiarizado com sua redação e possa, assim, conquistar pontos preciosos nas questões que cobram (às vezes exata e literalmente) o texto da lei. Isso é válido, inclusive, para permitir que você se atualize sobre as alterações e inovações legislativas!

Não menos importante é o estudo da jurisprudência para diversas carreiras, especialmente os julgados veículos nos informativos de jurisprudência dos tribunais superiores. Nesse sentido, não deixe de considerar em seu planejamento que você deve separar tempo para estudar também a jurisprudência.

Estude com estratégia e defina prioridades de estudo

Outro ponto essencial é a definição de prioridades de estudo, para que você não deixe de incluir em seu cronograma assuntos que costumam ser cobrados pela banca do concurso público que você almeja prestar.

Analisar as provas anteriores para se informar acerca dos pontos do edital que são de grande incidência nas provas é uma ferramenta que pode lhe ajudar a melhor orientar sua preparação, não para que você negligencie alguns tópicos, mas sim para que você preste maior atenção naqueles assuntos que costumam ser mais cobrados.

Em resumo

Para elaborar um bom plano de estudos é preciso adotar uma metodologia que inclua as formas de estudo necessárias a uma preparação completa para concursos públicos (incluindo leitura da lei, jurisprudência, exercícios e revisões, por exemplo), mas que também se enquadre na sua disponibilidade de tempo para estudar.

Somado a isso, é essencial estabelecer um estudo estratégico, considerando as peculiaridades das provas do concurso público que você almeja, em especial os assuntos mais comumente cobrados.

Estudar focado certamente é a chave para qualquer preparação de qualidade e, nesse quesito, organizar-se com o apoio de um bom plano de estudos se faz indispensável para potencializar suas chances de sucesso!

Sobre André Grandis Guimarães

Pós-graduado no Curso de Especialização em Direito para a Carreira da Magistratura da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ). Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (FND/UFRJ). Pós-graduando em Direito e Processo Penal pela Universidade Cândido Mendes. Instrutor de ensino do Curso Master Juris e Master OAB / Descomplica.

Ver Todos os Posts

,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Master Juris - Marca
 
 

MASTER JURIS - 2018. Todos os direitos reservados.