5 dicas para superar uma reprovação em concursos públicos

Reprovado em concursos públicos? Veja conosco o que fazer para superar a reprovação nos concursos e não sentir-se derrotado.

Encarar a reprovação numa prova e superar a sensação de derrota é uma realidade presente na vida de praticamente todos os concurseiros. Os concursos públicos envolvem uma disputa por um número finito de vagas, não há como garantir o sucesso de todos os candidatos. Por isso, é importante ter em mente que a reprovação é sempre uma possibilidade: todo concurseiro provavelmente terá que lidar com o insucesso antes de alcançar a tão sonhada aprovação no cargo público almejado.

O grande segredo para virar o jogo é manter sua rotina de estudos e não se deixar abater pela reprovação, use o fato a seu favor. Ao detectar e consertar os erros cometidos, suas chances de aprovação serão potencializadas em concursos futuros.

Veja o que você deve fazer para lidar com uma reprovação em concursos públicos:

1. Entenda que a reprovação não é o fim do mundo

Nas palavras do professor e juiz federal William Douglas (SANTOS, 2016, p. 522):

Vivemos em uma cultura onde cultua-se e respeita-se apenas a vitória. É muito raro alguém admirar o segundo colocado, aquele que não venceu, que não foi o melhor. Em nossa cultura, apenas presta-se honras ao vencedor, àquele que supera a todos. As pessoas só comemoram a vitória.

Por cultuarmos tanto a vitória e o sucesso, valores que pautam a nossa sociedade, passamos a encarar os pequenos deslizes como derrotas irreversíveis. Assim, alguns candidatos podem pensar que as reprovações em concursos representam o verdadeiro fim do mundo, o que não é verdade.

É preciso ter em mente que a reprovação, embora indesejada, faz parte do processo de aprendizado que envolve a sua aprovação em concursos públicos. Sendo assim, não há problema algum nisso.

2. Lide com as emoções que envolvem a reprovação

É de grande importância saber lidar com as emoções que desenvolvemos quando estamos diante de um quadro de derrota, como uma reprovação em concurso, por exemplo.

A saída não é entrar em um “estado de negação”. Permita-se ficar triste, chateado ou irritado durante algum tempo. Como todo ser humano, você é passível de cometer falhas durante a vida, o que é absolutamente normal.

Embora a rotina de estudos possa lhe deixar em um estado mecânico de repetições, o concurseiro não é uma máquina. Assim, não negue seus sentimentos, mas também não deixe-os impedir que a sua caminhada prossiga.

Sofreu uma derrota? Bote as emoções para fora e aceite-a. Depois, respire fundo e volte para sua rotina.

3. Aprenda com os seus erros e acertos

A melhor forma de usar uma reprovação em concurso a seu favor é extrair um aprendizado da situação. Busque compreender os motivos que o levaram a um resultado insatisfatório: Foi o nervosismo? O estudo foi insuficiente? A falta de prática em provas contribuiu?

A partir dessa auto análise, o concurseiro poderá tomar as medidas necessárias para aprimorar sua rotina de estudos e, por consequência, evitar novas reprovações.

Uma boa dica é rever, com calma, a prova que você fez. Verifique quais foram os seus pontos fortes e fracos no exame. Com esse processo, você será capaz de identificar o que precisa ser melhorado. Se, por exemplo, você acredita que a falta de preparo psicológico foi um fator que contribuiu fortemente para a reprovação, poderá trabalhá-lo de modo a se fortalecer para os próximos concursos.

Esse diagnóstico é uma ferramenta-chave para a sua reestruturação. Com ele, você poderá se reorganizar, de modo a adotar novas estratégias de preparação ou até mesmo fortalecer os pontos que foram eficazes.

4. Reorganize-se

Após lidar com as emoções e realizar a análise das causas de sua reprovação, é chegado o momento de reorganizar os estudos e retomar a rotina.

Não tenha medo de mudar ou adaptar a sua estratégia de estudos. São essas alterações que irão promover novos resultados em suas avaliações futuras. Deixe a reprovação para trás e foque na sua reorganização. Para isso, desapegue dos métodos que não funcionaram e ponha em prática um novo plano de estudos.

Acha que a causa do seu resultado ruim foi a falta de prática? Então inclua resoluções de questões de provas anteriores na sua rotina. Entende que a reprovação se deu em razão da falta de conhecimento do conteúdo? Dedique mais tempo de estudo para as disciplinas nas quais você teve mais dificuldade. A reprovação decorreu de ansiedade e nervosismo? Busque outras experiências de provas, de modo a se acostumar com a situação, e encontre válvulas de escape para o problema, como atividades físicas. Se necessário, busque ajuda profissional.

5. Não desista

Desistir não pode ser uma opção! Lembre-se: a reprovação faz parte do processo de aprovação em concursos públicos.

Uma reprovação não o afastará, em definitivo, de conseguir a tão sonhada aprovação. No entanto, a desistência o impedirá de ser aprovado, pois você deixará de tentar.

Sempre haverá outra oportunidade para tentar de novo. A cada nova tentativa, você certamente estará melhor preparado, caso tenha se permitido a aprender com seus erros.

Aprendeu como superar a reprovação nos concursos públicos?

Gostou desse artigo? Quer sugerir futuros temas? Deixe abaixo os seus comentários que em breve irei respondê-los!

Continue acessando o Tudo sobre Concursos para se manter atualizado sobre o universo dos concursos públicos!

Bons estudos! 😉

Artigos Mais Lidos:

Artigos Relacionados

Respostas

Aniversário Master

12 x R$39,90

Plano anual com descontaço, mas só em setembro!