5 dicas para estudar no transporte público

Se você, como eu e a maioria da população brasileira, passa boa parte do seu dia no transporte público, daremos cinco dicas para que aproveite esse tempo com seus estudos. Confira!

Esse texto vai para você, concurseiro que, assim como eu, transita por sua cidade utilizando transporte público. Normalmente, entrar no coletivo é motivo de pesadelo para muitos. Fica aquele medo do trânsito estar lento, de ocorrer algum acidente que atrase a viagem, da qualidade das vias incomodar...

Sentir-se entediado nesse momento é super normal. Ninguém quer passar mais tempo do que o suficiente em viagem. Pros minutos passarem, você começa a reparar no senhor reclamando do motorista, no rapaz escutando música, na menina impaciente batendo o pé no chão... Nesses momentos, já notou que algumas pessoas passam a viagem lendo? Sim, isso acontece. Ainda que pouco, mas de vez em quando vemos um ou outro passageiro com uma leitura nas mãos.

Como concurseiro que precisa muito aproveitar o tempo que tem para estudar, e criativo que sou, uma ideia a ser tentada veio à mente: estudar no transporte público.

Como estudar no transporte público.

Minha experiência

Comecei a experiência com Direito e Processo do Trabalho, duas matérias com as quais não tenho afinidade. E deu certo. Utilizei livros de aproximadamente 300 páginas cada, de leitura fluida, nada pesado.

Lia sempre que possível: sentado confortavelmente, em pé apoiando na roleta do ônibus, na porta, ou até mesmo esmagado entre os demais passageiros. O importante era que eu lesse e conseguisse absorver.

É preciso ter em mente que distrações devem ser repelidas: acontecendo uma fofoca inadiável, como um atropelamento, discussão, ou comentários contrários ao seu time de futebol, lembre-se que seu objetivo é muito maior.

Moro na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro e costumo levar uma hora me deslocando de casa para o trabalho, que fica na região central, e vice-versa. Nesse tempo diário conseguia ler, em média, 30 páginas por dia (15 na ida e 15 na volta).

Em um mês, já tinha terminado os dois livros. Pouco tempo depois fiz a prova para Procurador do Município de Valença (Rio de Janeiro) e obtive um desempenho muito acima do esperado: acertei todas as questões de Direito do Trabalho.

Gostei tanto da leitura no coletivo que não parei mais: esse ano li outros 3 livros apenas indo e voltando do trabalho, e sigo na espera do próximo certame para colocar em prova os efeitos positivos dessa mudança de comportamento.

Visto isso, caro leitor ou leitora, você deve estar se perguntando: "beleza! Mas como consigo adequar todo o narrado ao meu caso concreto?"

Altere sua rotina

Aqui entra o nosso trabalho: mostraremos, num passo a passo super simples,
sugestivo e didático, como aproveitar seu tempo no transporte público para estudar. Vejam como é tranquilo:

  1. Separe a Matéria que você deseja estudar: aqui não há mistério. Sugiro que escolha como fiz, selecionando o estudo de uma disciplina de menor afinidade (como direito do trabalho, no meu caso). Fazer exercícios também é uma estratégia interessante (dica extra para a galera que vai fazer OAB);
  2. Adquira um material objetivo: não adianta pegar um curso de processo civil, por exemplo, e achar que fará uma leitura rápida e de qualidade. Nesta etapa, faz-se necessário um material mais leve, direto e objetivo, como um manual, um livro digital, vídeo-aulas, resumos, ou apostilas.
  3. Calcule seu tempo de deslocamento: todo tempo é útil, seja pequeno ou grande. Obviamente, quanto maior o tempo despendido, maior o número de páginas e conteúdo a ser absorvido. Mas isso não deve ser desculpa caso o trajeto seja curto.
  4. Escolha o lugar de leitura dentro do transporte: ir sentado sem dúvidas é o melhor dos mundos, isso não se discute. Mas e quando o transporte está lotado? É o que mais acontece comigo. Assim, procuro os cantos, lugares em que posso me apoiar melhor e segurar o material (geralmente com uma mão). Por experiência, se for ônibus, fique longe da porta; ninguém merece toda hora o “com licença que eu vou descer”;
  5. Faça pausas rápidas: muita gente diz que ler em movimento gera descolamento de retina. Nunca vi isso de fato acontecer, apesar de todos os leitores que observo nos transportes, então não acredito muito. Mas acredito em enjoo e dor de cabeça. Por isso, recomendo que dê pausas na leitura. Olhe pela janela, ou para as pessoas no ônibus (no metrô realmente fica difícil olhar a paisagem, né?!). O importante é que funciona que nem academia, precisamos fazer descansos entre as séries de exercícios. O mesmo se aplica ao estudo no coletivo.

Seja você um diferencial

Esse pequeno relato que fiz serve apenas para exemplificar, com fatos reais, algo que aconteceu comigo. E está dando certo! Saia da inércia e tente.

Dadas as dicas, aproveite bem o seu tempo de trajeto, seja para casa, para o trabalho ou para outros eventos. Estude, mesmo que seja em lugares "exóticos". Ao menos tente. Funcionou para mim. Vai que dá certo para você também?

Foi um prazer passar minha experiência. Fica aqui o meu muito obrigado pela leitura! Já sabe né? Continuem acompanhando o Master Juris que vem muita coisa boa por aí! 😉

Artigos Mais Lidos:

Respostas

Master Juris + Pós-graduação

POR APENAS 12 x R$59,90 VOCÊ FAZ A SUA PÓS-GRADUAÇÃO JURÍDICA (são mais de 30 para você escolher) e ainda ganha acesso a TODOS os cursos do Master Juris por 1 ano. Chegou a hora de turbinar o seu currículo!